Unaí recebe o sétimo encontro regional sobre a crise climática

Cidade está na região Noroeste, uma das principais áreas de produção agrícola do Estado.

Imagem

O município de Unaí (Noroeste de Minas) receberá, nesta sexta-feira (21/6/24), o sétimo encontro regional do Seminário Técnico Crise Climática em Minas Gerais: Desafios na Convivência com a Seca e a Chuva Extrema. O evento, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), será realizado a partir das 9 horas, na Câmara Municipal de Unaí, na Avenida José Luís Adjuto, 117, no Centro.

Ao longo de todo o dia, será analisada a situação da região perante a crise climática e apresentados exemplos de boas práticas para a convivência com as mudanças no meio ambiente. O evento é aberto à participação do público. As inscrições podem ser feitas on-line, até as 15 horas de 19 de junho, ou presencialmente, no dia do encontro.

Botão

O evento será aberto pela manhã com a participação do presidente da Assembleia, deputado Tadeu Martins Leite (MDB). Às 10 horas, terá início um painel sobre o clima da região, que é uma das principais áreas agrícolas do Estado. Na sequência, serão apresentadas boas práticas que vêm sendo implantadas para convivência com os desafios ambientais.

Botão

O panorama climatológico será traçado pelo engenheiro florestal Carlos Magno Moreira, graduado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), mestre em Ciências Ambientais e Florestais pela UFRRJ e doutor em Ciências Florestais pela Universidade de Brasília (UnB). É ainda professor do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) – Campus Arinos.

Conheça alguns exemplos de boas práticas já desenvolvidas:

  • Projeto SOS Chuvas – Cruz Vermelha
    Busca mais eficiência e agilidade no apoio humanitário aos atingidos pelas chuvas, em que o foco principal passou a ser não a doação de cestas básicas aos atingidos, mas preferencialmente de um cartão humanitário. Principais vantagens: redução drástica no custo de envio, mais agilidade, possibilidade de o recebedor definir suas necessidades mais urgentes, mais transparência e contribui para a economia local.
  • Projeto Cerrado das Águas
    O Consórcio Cerrado das Águas é uma plataforma colaborativa que inclui vários setores, envolvendo empresas, governo e a sociedade civil. O objetivo é agregar esforços para a preservação e conservação ambiental a fim de combater as mudanças climáticas. A equipe do projeto apoia os produtores e facilita o processo de transição para a agricultura inteligente, ofertando tecnologias para serem aplicadas na vegetação nativa, áreas produtivas com foco na melhoria da oferta dos recursos hídricos, sempre embasado em pesquisas científicas e experiências práticas.
  • Programa Nosso Ambiente
    Projetos e ações de fortalecimento do desenvolvimento agropecuário sustentável, são ações de capacitação, com temas como recuperação de nascentes, fossas, sistemas de saneamento em meio rural. Ações relacionadas à resiliência e adaptações de mudanças climáticas. Tem presença em todo o Estado.

À tarde, a partir das 14 horas, especialistas apresentarão um diagnóstico regional sobre os impactos da crise climática. Contribuem para o debate o engenheiro agrônomo Anderson Barbosa Evaristo e o mestre em Administração Fábio Simão da Cunha. 

Anderson Evaristo é formado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), especialista em Proteção de Plantas pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), mestre e doutor em Fitotecnia pela UFV com período sanduíche na Universidad de Valladolid (ES). É professor no Instituto de Ciências Agrárias (ICA) da Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) e líder do grupo de pesquisa AgriCerrado (Agricultura no Cerrado).

Fábio da Cunha é graduado e mestre em Administração pela Universidade Federal de Viçosa, professor do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (Campus Arinos) e desenvolve projetos na área pública e de inovação.

Seminário busca soluções de longo prazo para lidar com clima extremo

O Seminário Técnico Crise Climática tem o objetivo de construir soluções estruturantes e de longo prazo para a convivência com os fenômenos climáticos extremos. Paralelamente aos encontros promovidos em diversas regiões do Estado, grupos de trabalho discutem planos e políticas públicas já existentes e apresentam sugestões para aprimorá-los. 

A etapa final do seminário será realizada na ALMG nos dias 8 e 9 de agosto. As propostas apresentadas pelos participantes do evento poderão se desdobrar em pedidos de providências para autoridades, projetos de lei para aprimorar políticas públicas e emendas ao Orçamento do Estado e ao Plano Plurianual de Ação Governamental. 

Além disso, por meio de parceria da ALMG com o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC), serão fomentados projetos de inovação tecnológica voltados para o enfrentamento da crise climática. 

“Vamos fazer um trabalho longo, perene, para que, ao final do ano, já tenhamos resultados positivos para amenizar tanto a seca severa que assola parte do Estado, mas também para os problemas acarretados pelas fortes chuvas em outras áreas”, explica o presidente da ALMG, deputado Tadeu Martins Leite.

Fonte da matéria

Gostou do conteúdo? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais populares

Categorias

Redes Sociais

Clima de Unaí
Unaí, BR
11:54, 25/06/2024
temperature icon 29°C
céu limpo